Ceagesp espera superar em 5% as vendas de pescados nesta Páscoa

Paulo Montoia
Repórter da Agência Brasil

 
envie por e-mail
imprimir
comente/comunique erros
download gratuito
São Paulo – A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), órgão do governo federal, espera vender 5% mais pescados frescos e importados na Semana Santa e, com isso, ultrapassar a marca das 2,4 mil toneladas vendidas no mesmo período do ano passado.

“Este ano a particularidade é queda do dólar [norte-americano frente ao real]. Produtos importantes como o bacalhau e o salmão estão com preços de 10% a 20% mais baixos que no ano passado. É uma oportunidade para o consumidor de menor renda adquirir”, avalia o chefe da seção de Economia da Ceagesp, Flávio Godas.

A Ceagesp é o maior centro atacadista de alimentos da América Latina e fornece a quase totalidade dos produtos oriundos de água salgada, além de pescados importados, para os mercados de Minas Gerais e Goiás.

Segundo Godas, cerca de metade dos peixes comercializados tem origem no litoral paulista. Outra metade vem do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Rio de Janeiro, que têm volumes excedentes de pesca. As vendas semanais de pescados na Ceagesp oscilam entre 800 toneladas e 1 mil toneladas.

Godas afirma na Semana Santa, o maior volume de pescados é comercializado até hoje (20), tanto no atacado quando no varejo.

Ele explica que a companhia tem entre 60 e 80 empresas que comercializam pescados. “Dentre as quais algumas importadoras que trazem tanto o bacalhau e outros peixes da Noruega e Portugal quanto salmão fresco do Chile”.

Os peixes frescos mais procurados são a pescada e o cação, mais caros. Entre os populares, a sardinha, a corvina e a corimba, este último de água doce.

Anúncios

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: