Equador e Colômbia decidem reatar relações diplomáticas

Brasília – Equador e Colômbia estão dispostos a reatar as relações diplomáticas, rompidas em 3 de março deste ano em razão do ataque militar colombiano a acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano.

A decisão de reaproximação foi manifestada hoje (6) pelos presidentes Rafael Correa e Álvaro Uribe, segundo nota divulgada pelo Centro Carter – organização não-governamental com base em Atlanta, nos Estados Unidos, fundada pelo ex-presidente norte-americano e Prêmio Nobel da Paz Jimmy Carter. “No dia de hoje, ambos os presidentes confirmaram sua disposição para dar esse passo de imediato, por intermédio de suas chancelarias”, diz a nota.

A informação foi confirmada pelo governo colombiano em comunicado divulgado hoje. “O presidente da Colômbia confirma de novo sua total disposição de restabelecer relações diplomáticas com o governo do Equador de maneira imediata e sem precondições. Do mesmo modo, ratifica o compromisso verbalmente expressado ao ex-presidente Carter”, afirma o comunicado da Presidência da Colômbia, complementando que instruções nesse sentido já foram dadas ao Ministério das Relações Exteriores.

As duas notas esclarecem que a retomada das relações diplomáticas se dará, inicialmente, entre encarregados de negócios dos dois países.

Desde setembro do ano passado, o Centro Carter vem trabalhando com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e um grupo de diálogo integrado por cidadãos equatorianos e colombianos que tem por objetivo contribuir para as boas relações entre os países vizinhos. A partir da ofensiva do Exército colombiano no Equador, em 1º de março deste ano, o próprio Jimmy Carter assumiu a mediação entre Correa e Uribe, coordenando ações com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza.

“O restabelecimento das relações diplomáticas também contribuirá com o trabalho da OEA dirigido a acordar medidas de construção de confiança, assim como com os esforços de ambos os países para renovar mecanismos de cooperação que lhes permitam enfrentar seus problemas comuns”, completa a nota do Centro Carter.

A retomada das relações diplomáticas entre Equador e Colômbia foi um dos principais temas da 38ª Assembléia Geral da OEA, realizada entre os dias 1º e 3 deste mês em Medellín, na Colômbia.

———-

Mylena Fiori
Repórter da Agência Brasil

Anúncios

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: