Aumento da produção de cocaína e de ópio ameaça controle das drogas, diz ONU

Brasília – O Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (Unodc) alerta que a recém-alcançada estabilização no mercado mundial ilícito de drogas está sob ameaça. De acordo com o órgão, o aumento repentino da produção de ópio no Afeganistão e de cocaína na Colômbia e o elevado consumo de drogas em países em desenvolvimento representam sérias ameaças aos avanços alcançados em âmbito internacional no que diz respeito ao controle das drogas.

Segundo dados do relatório, menos de 5% dos adultos no mundo usam drogas ilícitas. Os números mostram que menos de uma pessoa em cada grupo de 20, com idades entre 15 e 64 anos, consumiu drogas nos últimos 12 meses. Os dependentes químicos representam menos de um décimo desse total – 26 milhões de pessoas ou 0,6% da população adulta do planeta.

O Unodc diz que é preciso agir por meio de três frentes: tratando o problema das drogas como uma questão de saúde pública por meio da prevenção, da atenção e do tratamento, prevenindo o crime por meio do rompimento do elo entre o crime organizado, a corrupção e o terrorismo, e respeitando os direitos humanos, sobretudo de dependentes químicos e de usuários de drogas.

———-

Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: