Mercosul cria grupo de trabalho para discutir comercialização de pneus remoldados

Tucumán (Argentina) – Os quatro países do Mercado Comum do Sul – Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai – começarão a discutir uma política comum para a comercialização de pneus remoldados. Será criado um grupo de trabalho com a missão de fechar, até o final do ano, as regras para o comércio intrabloco deste tipo de produto. Essa foi a alternativa encontrada pelo governo brasileiro para evitar a suspensão das compras de pneus usados dos sócios menores do Mercosul.

Por questões ambientais e de saúde pública, o Brasil proibiu a importação de pneus reformados da União Européia. A região questionou a decisão na Organização Mundial do Comércio (OMC), que, em dezembro passado, autorizou o Brasil a manter a proibição, desde que também fossem suspensas as importações deste tipo de produto dos países do Mercosul.

Paraguai e Uruguai dependem das exportações para o Brasil e manifestavam insatisfação com as cotas de importação fixadas pelo governo brasileiro. O Paraguai pretendia, inclusive, apresentar queixa formal, na última cúpula, quanto às cotas.

Nos próximos dias, a OMC definirá um árbitro para definir o prazo que o Brasil terá para implementar a decisão final do órgão. Com a criação do grupo de trabalho no âmbito do Mercosul, o Brasil procura sinalizar à OMC que está em busca de uma solução.

———-

ABr

Anúncios

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: