Ministro diz que medidas contra inflação não se pautam por pesquisa de avaliação

Brasília (ABr) – “Queremos combater fortemente a inflação, mas também não queremos esculhambar com a economia. Precisamos ver o resultado que vai dar e, aí, na seqüência, se precisar, tomar novas medidas.”
O comentário foi feito hoje (30) pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, ao ser questionado sobre pesquisa da Confederação Nacional da Indústria e do instituto de pesquisas de opinião Ibope (CNI/Ibope).

Na última pesquisa, a avaliação positiva do governo baixou de 73% para 72%, como conseqüência da retomada da inflação. Para o ministro, sequer se pode afirmar que a avaliação tenha caído, porque um ponto percentual está dentro da margem de erro de qualquer pesquisa.

“A avaliação do governo é boa e a inflação preocupa, tanto que adotamos uma série de medidas desde o início do ano para combatê-la”, admitiu Paulo Bernardo.

“O Banco Central aumentou os juros, nós aumentamos o superávit e o crédito teve medidas de restrição”, concluiu, antes de seguir para reunião do Conselho Monetário Nacional, que se realiza na sede do Ministério da Fazenda.

Anúncios

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: