Brasil é líder na América Latina na realização de eventos de negócios, aponta Embratur

Curitiba (ABr/CJbb) – O Brasil é líder na América Latina e o segundo das Américas, atrás apenas dos Estados Unidos, na realização de eventos internacionais de negócios. Foram 209 eventos realizados em 2007.

Os dados são da Pesquisa do Impacto Econômico dos Eventos Internacionais no Brasil – 2007/2008, da Embratur.De acordo com o diretor de Negócios e Eventos da Embratur, Marcelo Pedroso, esses eventos deixaram na economia brasileira cerca de US$ 12, 2 milhões.

“Cada turista estrangeiro teve um gasto médio em torno de U$ 320, o que é bastante significativo, porque na pesquisa de demanda realizada nos aeroportos o gasto desejado era de US$ 165,14”, disse.

A pesquisa da Embratur quer saber quem é o turista de eventos e suas necessidades. “O que já levantamos é que eles têm entre 25 e 50 anos, 80% têm, no mínimo, nível superior, são exigentes no atendimento, 60% estão no Brasil pela primeira vez, ganham entre U$ 4 mil e U$ 10 mil mensais e demonstram que mudaram positivamente a imagem da cidade onde se hospedaram, tanto que 50% declaram que pretendem voltar num prazo de dois anos”, disse o diretor da Embratur.

Para Pedroso, a pesquisa demonstrou que o setor é um filão importante para o país na arrecadação de divisas.

“Temos alguns acertos a fazer nos destinos que recebem esses turistas. A sugestão é que sejam apresentados pacotes com roteiros diversos, oferecidos com meses de antecedência, para que o viajante possa trazer acompanhantes e permanecer mais tempo no país.”

No Brasil, 30 cidades recebem eventos internacionais; nos Estados Unidos são 15 cidades, o que demonstra, segundo Pedroso, que este segmento tem crescido. A cidade de São Paulo é a mais procurada, seguida pelo Rio de Janeiro e Salvador; e Curitiba ocupa o oitavo lugar no ranking.

Pedroso informou que os resultados de cada município serão apresentados na própria cidade, a fim de fornecer o máximo de subsídios aos prestadores de serviços de eventos.

Em Curitiba hoje foram mostrados os impactos econômicos resultantes da Reunión Anual de Dermatólogos Latinoamericanos (Radla), realizada em maio, com a presença de 1.236 estrangeiros de 13 países. O gasto individual médio diário do turista foi de US$ 288,77.

O Brasil recebeu em 2006 um total de 5.018.991 turistas estrangeiros e 5.025.834, em 2007. Praticamente a mesma quantidade de turistas deixou no Brasil no ano passado 14,3% a mais em divisas. Desse total, 28% vieram ao país para participar de eventos de negócios.

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: