Dutra defende o JP e diz que Sarney quer implantar uma ditadura no MA

Sarney é senador pelo Estado do Amapá, mas continua mandando no Maranhão por intermédio de familiares, amigos e proxenetas, que insistem sutentar sua oligarquia política em terras timbiras.

Num contundente discurso na tribuna da Câmara Federal, o presidente do Partido dos Trabalhadores no Maranhão, deputado Domingos Dutra, criticou na tarde de ontem a ofensiva do senador José Sarney (PMDB-AP) contra o Jornal Pequeno e, especialmente, contra o diretor de Redação do JP, jornalista Lourival Bogéa.

Foto: LAYCER TOMAZ/AG.CAMARA

Domingos Dutra na tribuna da Câmara, em defesa do Jornal Pequeno e do jornalista Lourival Bogéa

Em seu pronunciamento, Dutra informa que o senador José Sarney ingressou com uma ação indenizatória no valor de 220 mil reais contra o Jornal Pequeno, que é um jornal que tem 57 anos, sempre trabalhando pelas causas democráticas e populares no Maranhão. O presidente do PT-MA informa ainda que Sarney ingressou na Justiça com uma representação criminal contra o jornalista Lourival Bogéa – filho e seguidor do fundador do JP, Ribamar Bogéa – também em Brasília. “Pelos mesmos fatos, pelos mesmos motivos, o senador José Sarney pretende silenciar um instrumento fundamental de comunicação no Estado do Maranhão”, declara o parlamentar petista. Eis abaixo a íntegra do discurso do deputado Domingos Dutra:

“Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, Srs. da imprensa, aqueles que nos acompanham pela Internet,

Sras. e Srs. funcionários desta Casa, tenho acompanhado pronunciamentos reiterados do senador José Sarney, maranhense de nascimento, mas senador pelo Estado do Amapá, onde S. Exa. critica veementemente o presidente Hugo Chávez acusando-o de autoritarismo e de cercear a imprensa naquele país. O senador José Sarney tem sido um intransigente defensor da liberdade de imprensa lá na Venezuela. Mas, lamentavelmente, no Estado do Maranhão, o senador José Sarney quer implantar uma ditadura.

Primeiro, porque nas suas empresas de comunicação nenhum adversário tem direito de falar. Pior: o senador José Sarney ingressou com uma ação indenizatória no valor de 220 mil reais contra o Jornal Pequeno, que é um jornal que tem 57 anos, sempre trabalhando pela oposição naquele Estado.

Seu fundador Ribamar Bogéa escreveu uma página histórica no jornalismo maranhense. Agora, o senador José Sarney, com essa ação indenizatória de 220 mil reais tenta calar, silenciar aquele jornal popular. O senador José Sarney avançou mais. Entrou com uma representação criminal contra o jornalista Lourival Bogéa Filho – portanto filho e seguidor do fundador daquele jornal – também aqui em Brasília. Pelos mesmos fatos, pelos mesmos motivos, o senador José Sarney pretende silenciar um instrumento fundamental de comunicação no Estado do Maranhão.

Fico, deputada Janete, um pouco abismado. O senador José Sarney, ex-presidente da República, senador por vários mandatos, membro da Academia Brasileira de Letras, posa de grande poeta, grande escritor, tentando passar a imagem de uma pessoa bondosa, paciente, não vingativa. Infelizmente, na prática, o senador José Sarney demonstra o contrário. Aqui desta tribuna, ao mesmo tempo em que sou solidário ao Jornal Pequeno, sou solidário à família Bogéa e peço aqui que a ABI – Associação Brasileira de Imprensa, a Federação Nacional dos Jornalistas se manifeste. Recentemente, houve uma grande polêmica acerca de tentativas de silenciar a imprensa brasileira em relação à questão eleitoral. Portanto, o Estado do Maranhão está agora a exigir dessas entidades que se manifestem diante dessa tentativa de silenciar um jornalista e um meio de comunicação tão importante quanto o Jornal Pequeno.

Espero que o senador José Sarney, que tem sido enfático, duro com o presidente Hugo Chávez, defendendo a mais ampla liberdade de imprensa, garanta também no Estado do Maranhão, onde ele controla quase todos os meios de comunicação, e faça valer a liberdade de imprensa que ele quer que prevaleça lá na Venezuela. Seria muito bom que o discurso do senador, que ele quer que tenha validade na Venezuela, tivesse inteira aplicabilidade, fosse prática rotineira no Estado do Maranhão. Com certeza, estaríamos contribuindo para democratizar não apenas os meios de comunicação do nosso estado, como também fazendo com que a população tivesse liberdade de ouvir todas as opiniões políticas que existem no Estado do Maranhão.

Portanto, Sr. Presidente, fica aqui a minha solidariedade ao Jornal Pequeno, ao jornalista Lourival Bogéa e sua família. Espero que o senador José Sarney, com a sabedoria que possui e a experiência acumulada, reflita, dê um passo atrás, retire as ações, tanto a indenizatória quanto a ação penal, para que a liberdade de imprensa prevaleça na Venezuela e, sobretudo, no Estado do Maranhão.

Muito obrigado.

———-

Fonte Primária: http://www.jornalpequeno.com.br/2008/7/4/Pagina81894.htm

One Comment

  1. Ivan
    Posted terça-feira, 5, agosto 2008 - at 20:43 pm | Permalink

    Tenho na certeza que esta mordaça na qual Sarney quer por em nossa mídia nunca mais funcionará pois o seu poder de oligarca caiu em 2006 e hoje tenho na certeza que será o último mandato deste Cacique do Amapá que vem de forma irregular atacar o Maranhão.

    Ivan Lisboa


Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: