Funcionários da Infraero reivindicam aumento salarial e bônus de Natal

Da Agência Brasil
   

 

 
  Brasília – De hoje (22) até quinta-feira (24), os funcionários da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) realizam assembléias em todo o país para discutir o aumento salarial, o reajuste do vale alimentação e o bônus de Natal, entre outras exigências. A categoria está avaliando a possibilidade de decretar indicativo de paralisação para o próximo dia 30.

De acordo com o presidente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Francisco Lemos, o balanço do primeiro dia de assembléia aponta que 60% da categoria não aprovou a contra-proposta da Infraero e pretende iniciar uma paralisação por tempo indeterminado a partir da meia-noite de 30 de julho.“Os aeroportos de Congonhas e Guarulhos foram os primeiros a aprovar a paralisação. Apenas 30% são favoráveis a negociação com a Infraero e 10% se abstiveram de votar”, informou o presidente do Sina.A categoria revindica reajuste salarial de 6%, enquanto a Infraero apresentou a contra-proposta de 5,04%. Os funcionários da estatal querem também 5,42% de aumento real, dois padrões de promoção a partir do mês de agosto.

Além disso, a categoria pede que seja incluído no acordo o bônus de Natal (talão de vale alimentação extra que a empresa fornece no fim do ano) e aumento de R$ 1,50 no vale alimentação. “A Infraero oferece um vale alimentação de R$ 23,50 e os funcionários estão pleiteando R$ 25”, afirmou Lemos.

Ele garante que, se for confirmado a tendência de indicação de greve nas assembléias, a partir de sexta-feira (25), o sindicato vai começar a distribuir panfletos, em inglês e português, para alertar os passageiros sobre o movimento e sobre possíveis transtornos operacionais dos aeroportos.

OUTRAS NOTÍCIAS

21h31 – Funcionários da Infraero reivindicam aumento salarial e bônus de Natal
21h13 – Governo quer usar cadastro para comprovar contribuição à Previdência
21h02 – Heráclito pede à PF punição de delegado por vazamento na Operação Satiagraha
21h01 – PF investiga cerceamento a campanhas eleitorais em determinadas áreas do Rio
20h56 – Lula regulamenta instalação de bases militares em terras indígenas na fronteira
20h31 – Disputa pode atrasar construção da Usina de Jirau, diz presidente de consórcio
20h16 – Empresários temem restrição de oferta de gás nos próximos anos, afirma dirigente
20h05 – Lei prevê multa por descarte irregular de pilhas e baterias
20h04 – Governadores do Nordeste vão propor melhorarias na relação com a União
20h02 – Alerj vai avaliar situação de Natalino Guimarães em reunião no recesso
19h42 – Paulo Maluf é o candidato a prefeito que responde a mais processos judiciais
19h34 – Comissão vai decidir futuro de hidrelétricas que terão concessões vencidas em 2015
19h24 – Para diretor do Ibama, ausência de lance não representa fracasso de leilões do “boi pirata”
19h08 – Solução para lixo nuclear de Angra 3 não é consenso entre áreas ambiental e energética
19h06 – Ministros estão liberados para campanhas eleitorais, menos Dilma e José Múcio
19h03 – Anvisa proíbe a venda do antiinflamatório Prexige em todo país a partir de amanhã
18h47 – Decisão sobre oitava rodada de licitações para exploração de petróleo fica para dezembro
18h34 – Cursos profissionalizantes do Sistema S terão mais vagas gratuitas
18h28 – Estudiosos da dengue reúnem-se em Recife
18h23 – OAB promove encontro no Rio de Janeiro para discutir crimes de colarinho branco
18h14 – Anvisa vai analisar quantidade de sal, açúcar e gordura trans em 23 tipos de alimentos
18h13 – Entrega de correspondências deverá ser normalizada em dez dias
18h03 – Acidente entre carreta e ônibus mata 13 no Rio Grande do Sul
18h01 – Tarso considera aumento do valor das multas de trânsito uma atualização
17h28 – Não há “bordoada” melhor contra o desmatamento do que multa pesada, diz Lula
17h10 – Licença para construção de Angra 3 sai amanhã com exigências “brutais”, diz Minc
16h42 – Explosão em ar-condicionado fere duas pessoas em São Paulo
16h28 – Presidente assina decreto que torna Lei de Crimes Ambientais mais rígida
16h21 – Ameaças de políticos fizeram leilão de “boi pirata” fracassar, diz Ibama
16h10 – Conselho de Política Energética discute retomada de licitação para exploração de petróleo

One Comment

  1. jose Carlos F Pereir
    Posted segunda-feira, 8, setembro 2008 - at 10:41 am | Permalink

    Bom dia companheiros sou do Rio de Janeiro, gostaria de saber porque os políticos tem medo de falar o numero de policiais militares cedidos no Estado do Rio de Janeiro já esta na faixa de 5.000 policiais, cedidos não entendo o porque vou da um exemplo O Poder Legislativo tem sua própria polícia O Poder. O Poder Executivo Federal tem sua própria polícia O poder Judiciário tem sua própria Polícia, eu não entendo porque os candidatos a Prefeito quando sua imagem aparece na TV eles só aparecem sorrindo gostaria de sua ajuda para entender o motivo.
    Tem mais o Poder eleitoral faz uma propaganda querendo ensinar o povo a votar e o povo gostaria que o poder Eleitoral cobrasse as promessa ou proporia o afastamento dos mentiroso isto é que o povo quer ver porque eles falam e não cumpre nada nos ajuda a entender espero resposta um abraso companheiro.


Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: