Resumo dos Jornais de Hoje – 22 07 2008

22 de julho de 2008

O Globo

PF vai apurar formação de currais eleitorais do crime

A Polícia Federal foi acionada para investigar a criação de currais eleitorais por milícias e pelo tráfico nas favelas cariocas. Diversas denúncias de que candidatos a vereador têm sido impedidos de fazer campanha em comunidades controladas por milicianos ou por traficantes têm chegado ao Disque-Denúncia Eleitoral. Um dos objetivos dos grupos armados é garantir preferência para nomes apoiados por eles. Até candidatos a prefeito enfrentam ameaças e constrangimento. A PF vai apurar se está havendo coação, que é crime eleitoral. Uma candidata a vereadora pelo PT solicitou escolta da PM para entrar na Rocinha. A Justiça Eleitoral pede que a população ajude a desarticular os currais eleitorais do crime, denunciando, mesmo que de maneira anônima, as ocorrências. De acordo com dados do TRE, pelo menos 500 mil eleitores do Rio vivem em comunidades dominadas por quadrilhas armadas.

O candidato do PRB a prefeito, Marcelo Crivella, que fez apenas uma caminhada na Zona Sul em 16 dias de campanha, acredita que não adianta pedir votos nas ruas da região, onde a rejeição a ele é alta. “As pessoas dizem que o Crivella mistura política com religião, que vai acabar com o carnaval, perseguir homossexual. Mas eu sou homem de paz.” (págs. 1, 3 e 5)

Multa de trânsito poderá subir 64%

Para corrigir as perdas com a inflação desde 2000, o governo vai propor ao Congresso aumento de 64% no valor das multas de trânsito. As infrações mais graves serão punidas com a cobrança de R$ 1.575. Os critérios para definição de excesso de velocidade também serão modificados: a multa mais pesada será aplicada a quem exceder o limite em 50km/h ou mais. (págs. 1 e 11)

Novos desafios

O delegado Protógens Queiroz, que até sexta-feira passada comandava a Operação Satiagraha que apura crimes financeiros envolvendo o banqueiro Daniel Dantas e o investidor Naji Nahas, ingressou ontem em nova fase profissional, comparecendo à primeira aula do curso na Academia da PF apresentado como motivo oficial do seu polêmico afastamento. O Ministério Público Federal cobrou da cúpula da PF explicações sobre a falta de recursos humanos e materiais na operação, que teria prejudicado as investigações, segundo denunciou Protóneges. (págs. 1 e 22)

Armas ilegais ainda vêm do Paraguai

Um levantamento feito pelo GLOBO constatou que pistolas apreendidas num ônibus de excursão de Foz do Iguaçu foram adquiridas numa loja em Assunção – velha forma de contrabando que as polícias não conseguem deter. (págs. 1 e 16)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Arrecadação cresce 10% e bate recorde

Mesmo sem a CPMF, extinta em 2007, a arrecadação federal bateu recorde no primeiro semestre deste ano e chegou a R$333,2 bilhões. Na comparação com os seis primeiros meses do ano passado, a receita de impostos e tributos federais aumentou 10,43% descontada a inflação do período. Em junho, o governo conseguiu arrecadar R$55,7 bilhões, 7% mais que no mesmo mês de 2007. A arrecadação com o Imposto de Renda cresceu 17% e foi para R$97 bilhões no primeiro semestre – só as pessoas físicas pagaram R$8,3 bilhões, 12% mais que no mesmo período do ano passado. O aumento das alíquotas do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), para compensar o fim do imposto do cheque, também contribuiu para a alta geral. A arrecadação com o IOF subiu 151% nos primeiros seis meses, somando R$9,8 bilhões. O secretário da Receita, Jorge Rachid, afirmou que o crescimento do país e ações administrativas e judiciais contra sonegadores foram os principais responsáveis pelo recorde. Apesar disso, Rachid disse lamentar o fim da CPMF: “Era recurso que ia direto para o posto de saúde. Isso faz falta”. (págs. 1 e B1)

Com reforço, delegado assume caso Dantas

O delegado Ricardo Saadi assumiu o comando da Operação Satiagraha com o reforço de cerca de 30 agentes enviados pela Polícia Federal. O delegado Protógenes Queiroz, afastado do caso, iniciou curso na Academia Nacional da PF, em Brasília. Antes de deixar a investigação, Queiroz pedira ao órgão reforço de pessoal. A Justiça Federal rejeitou o pedido de hábeas corpus em favor de Humberto Braz, apontado como braço direito e intermediário do banqueiro Daniel Dantas. (págs. 1 e A6)

Telefone fixo sobe até 3% para minuto e assinatura

A Anatel definiu os reajustes da telefonia fixa. Os aumentos serão de 2,76% para os clientes da Oi e de 3,01% para a os da Telefônica, Brasil Telecom, CTBC (interior de MG e SP) e Sercomtel (Londrina, PR). O aumento incidirá sobre a assinatura e o minuto das ligações. Nas ligações DDD, o reajuste médio será o mesmo, podendo subir até 9,68%, conforme horário ou distância. (págs. 1 e B4)

Republicanos tentaram influir sobre a reforma política no Brasil

Agência ligada ao governo dos EUA gastou US$ 95 mil em 2005 para promover seminário no Congresso brasileiro sobre a reforma política do Brasil, informa Sérgio Dávila. O instituto Republicano Internacional, dirigido por John MacCain candidato republicano à Casa Branca, liderou a operação. O objetivo era fazer o seminário coincidir com a véspera da discussão do tema no Legislativo. (págs. 1 e A10)

Editoriais

Leia “Diplomacia infeliz”, que comenta fala de chanceler e “Escalada tributária”, sobre arrecadação federal recorde. (págs. 1 e A2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Arrecadação do governo aumenta 10,4% no semestre

A arrecadação federal continua batendo recordes, apesar do fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). No primeiro semestre, ela aumentou 16,03% ou 10,43%, se for descontada a inflação do período. O total registrado em junho também foi recorde para o mês: R$55,747 bilhões, com alta real de 7,1% sobre junho de 2007. Para o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, dois fatores explicam o aumento: o aquecimento econômico, que fez subir salários e vendas, e a fiscalização reforçada, a ponto de o recolhimento de multas e juros haver subido 60,46% no período. Mudanças nas regras tributárias também explicam o desempenho da arrecadação: no início do ano, as alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), cobradas sobre empréstimos e operações de câmbio, foram elevadas para compensar a ausência da CPMF. Para Rachid, a tendência é a arrecadação continuar crescendo, mas a taxas menores. (págs. 1, B1 e B3)

Notas e Informações: O novo aliado de Uribe

O presidente Luiz Inácio lula da Silva deixou na Colômbia a marca que simboliza sua nova condição de aliado de Uribe no combate ao farquismo. Antes tarde, é o caso de dizer. (págs. 1 e A3)

‘Reuniões foram inúteis’, diz Amorim na OMC

O ministro das relações Exteriores Celso Amorim, classificou de “inútil” o primeiro dia de negociações formais da nova tentativa de destravar a Rodada de Doha, voltada à abertura do comércio mundial. ”Não houve nenhuma idéia nova”, disse. Os Estados Unidos exigem que o Brasil faça concessões no setor automotivo. (págs. 1 e B10)

Itália denuncia 8 por espionagem a Dantas

A Procuradoria de Milão denunciou ontem 8 pessoas acusadas de participar de um esquema montado pela Telecom Itália para espionar o Grupo Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas. As duas empresas lutavam pelo controle da Brasil Telecom, na qual eram sócias. Espiões a serviço da Telecom Itália teriam invadido computadores e violado mensagens eletrônicas de pessoas ligadas a Dantas. (págs. 1 e A4)

Artigo: José Pastore

O custo das doenças: É preciso mudar a lei que reclassificou as doenças do trabalho. (págs. 1 e B2)

————————————————————————————

Jornal do Brasil

Os 7 pecados de César Maia

Sete grandes promessas resumidas ao que eram em 2004: promessas. Na campanha que o reelegeu, o prefeito do Rio, César Maia, disse que faria, e não fez, a duplicação da Avenida das Américas, novos acessos à Zona Oeste, a linha de barcas para a Barra da Tijuca, a contenção do crescimento desordenado das favelas e a definição do Plano Diretor. Também não foram adiante a gestão da Floresta da Tijuca e o projeto de saneamento da Barra. São exemplos de projetos que ficaram no papel. “O Pan foi cumprido”, defende-se Maia. (págs. 1, Tema do Dia A2 e A3)

Celso Amorim: negociação começa “totalmente inútil”

O primeiro dia de negociações sobre liberalização do comércio mundial foi classificado de “totalmente inútil” pelo chanceler Celso Amorim. A representante dos EUA, Susan Schwab, afastou o mal-estar deixado pela declaração do ministro, que comparou a tática dos países ricos à propaganda nazista. (págs. 1, Economia A18 e Editorial A8 )

Investigação sobre Dantas é reforçada

A segunda fase da Operação Satiagraha, da Polícia Federal, que investiga as operações do banqueiro Daniel Dantas, começou ontem com uma nova equipe de delegados e reforçada por técnicos do Ministério Público, Receita Federal, Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários e Conselho de Controle de Atividades Financeiras. A equipe vai analisar documentos apreendidos na fase anterior. O braço direito de Dantas, Humberto Braz, teve o pedido de habeas corpus rejeitado pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo. (págs. 1 e País A7)

Correios voltam a entregar cartas

Serão entregues até sexta-feira as correspondências da população do Rio, com o fim da greve nos Correios que atingiu 24 Estados. O volume de correspondências atrasadas superou 140 milhões de unidades. O serviço será normalizado no país em até 10 dias. (págs. 1 e Economia A19)

Os efeitos da lei seca na cidade

Em seu primeiro mês, a chamada lei seca no trânsito flagrou 63 motoristas alcoolizados na Região Metropolitana do Rio. O atendimento de vítimas de acidentes caiu até 21% na cidade em 20 dias. (págs. 1 e Cidade A16)

Gigante do varejo sofre ação no Rio

O promotor Júlio Machado Teixeira Costa, de Defesa do Consumidor do Rio, abriu ação na Justiça questionando promoção de oferta de preços da Wal-Mart, a maior rede varejista do mundo. (págs. 1 e Economia A20)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Depois da Lei Seca vem mais arrocho

O balanço do Departamento de Trânsito após um mês de lei seca aponta a redução de 20,5% no número de acidentes fatais e de 6% na quantidade de mortes registradas no Distrito Federal. São indicadores positivos, mas insuficientes na avaliação do diretor-geral do Detran, Jair Tedeschi. “Diminuímos os acidentes com bebidas, mas precisamos fazer uma fiscalização mais intensa”, afirma. Por essa razão, os agentes de trânsito aumentarão o rigor contra motoristas sem cinto de segurança e em excesso de velocidade. A compra de 20 bafômetros também vai reforçar a repressão a quem assumir o volante após ingerir bebida alcoólica. A Polícia Rodoviária Federal, por sua vez, promete redobrar a vigilância nas rodovias depois de 48 dias de greve. (págs. 1, 25 e Crônica da Cidade, 30).

Governo Lula amplia sanha arrecadatória

Graças ao aumento do IOF pago nas vendas a crédito e da CSLL cobrada dos bancos, a receita do governo federal em junho chegou a R$ 55,7 bilhões. Com isso, a arrecadação do semestre bateu nos R$ 327,6 bilhões, marca 10,4% acima da inflação do período e maior até mesmo que a de 2007, quando o caixa ainda contava com o imposto do cheque. (págs. 1 e 17)

Pobres e ricos em “dia inútil”

O chanceler Celso Amorim disse ontem que nada de novo aconteceu no primeiro dia de negociações pela abertura das fronteiras ao comércio internacional. Os países ricos cobram a redução das tarifas sobre bens industrializados, e os pobres reafirmam que só o farão quando o mesmo valer para sua produção agrícola. (págs. 1 e 16)

TST investiga irregularidade

Por ordem do ministro Rider de Brito, gastos de R$ 932 mil com material de informática foram mandados à auditoria do TCU. (págs. 1 e 5)

Telefone vai subir 3% na quinta-feira.

As chamadas originadas de telefone fixo em Brasília ficarão 3,01% mais caras a partir de quinta-feira, assim como a assinatura básica. Nas ligações de longa distância, porém, o índice pode ser até maior, a depender do desconto concedido nos diferentes horários. Para os orelhões, a alta será de 2,5%. (págs. 1 e 16)

Montanha de cartas

Encerrada a greve dos Correios, o serviço postal deve ser normalizado no DF em até 10 dias. Mas de 2 milhões de cartas e encomendas estão acumuladas nos centros de triagem, como na 508 Norte. Procon orienta sobre contas atrasadas. (págs. 1 e 19)

Delegado sai do caso Dantas

Protógenes Queiroz volta às aulas em Brasília e inquéritos contra banqueiro passam oficialmente a outro delegado. (págs. 1, Tema do Dia, 2 e 3)

————————————————————————————

Valor Econômico

Consórcio de jirau promete mais R$122 mi em royalties

A Agência Nacional de Energia Elétrica deve homologar hoje, em meio a ameaças de uma batalha judicial com a construtora Odebrecht, a concessão de Jirau para o consórcio Energia Sustentável, liderado pela multinacional franco-belga Suez Energy e integrado por Camargo Corrêa, Chesf e Eletrosul. Com polêmicas mudanças em seu projeto, a começar pela do local da construção da usina em 9 quilômetros, o consórcio diz que conseguirá antecipar a entrada em operação das 44 turbinas em 13 meses, para dezembro de 2011 e, com isso, produzir 4.140 megawatts (MW) médios adicionais de energia entre 2012 e 2016. A antecipação engordará em R4122 milhões o caixa do Estado de Rondônia e da Prefeitura de Porto Velho, que vão receber royalties por abrigar a usina. Esse valor é um cheque para Rondônia e Porto Velho, que já terão direito a R$58, 6 milhões anuais como compensação financeira e receberiam menos caso se mantivesse o cronograma original.

Segundo o consórcio, nos estudos que serão apresentados ao Ibama e à Aneel amanhã, as alterações no projeto de engenharia da usina atacam três dos aspectos conflituosos. Elas diminuíram os riscos de acúmulo de sedimentos no leito do rio, de mortalidade de peixes e de propagação da malária na região. Ao diminuir em 43 milhões de m3 o volume de rochas a serem escavadas, o equivalente a 72 vezes o estádio do Maracanã cheio até o topo, o Energia Sustentável estima que conseguirá reduzir em 37% o custo das escavações. Victor Paranhos, presidente da empresa, acredita que, com a explicação detalhada de todas as mudanças, será possível obter ainda em agosto a licença de instalação do Ibama, que autoriza o início das obras. A licença da usina de Santo Antônio deverá sair nos próximos 15 dias e a Suez que pegar carona no mesmo documento. “Na nossa visão, de haver uma única licença para os dois projetos”, afirma Paranhos. Para ele, a licença prévia estabelece duas ações – apoio às comunidades indígenas e arqueológico – que devem ser feitas de modo único. (págs. 1, B1 e B7)

Expansão foi forte também no 2º trimestre

O crescimento da economia brasileira continuou vigoroso no segundo trimestre, mostrando leves sinais de moderação. A indústria manteve uma expansão robusta – ao que tudo indica, próxima aos 6,3% registrados de janeiro a março, na comparação com 2007 -, enquanto as vendas no comércio aumentam a taxas superiores a dois dígitos. Há alguma desaceleração no avanço das operações de crédito para pessoa física, mas nada dramático. O impacto defasado da alta de juros, o crescimento mais fraco de empréstimos e o efeito da inflação sobre a renda devem provocar um arrefecimento da atividade no segundo semestre, mas não uma freada brusca. (págs. 1 e A5)

Carne será monitorada até o varejo

Está em gestação no Ministério do Meio Ambiente, para ser executado pelo Ibama, com a contribuição de algumas ONGs, um plano para monitorar de forma detalhada a cadeia produtiva da carne, do produtor até a mesa do consumidor. No início de setembro, termina o prazo dado pelo Ibama a 86 frigoríficos que atuam na Amazônia Legal e que foram notificados a dizer de quem compram bois e para quem vendem carne. Os frigoríficos terão de dar informações sobre seus fornecedores, a periodicidade com que recebem a carne e compras e vendas dos últimos seis meses.Em paralelo, o Ministério da Agricultura começou a informatizar todo o cadastro de produção bovina no país, que ainda hoje está 99% em papel.(págs. 1 e B4)

Recorde na arrecadação

Aumento de alíquotas de impostos e de multas e juros por maior fiscalização de sonegadores são os fatores principais para o recorde na arrecadação, que atingiu R$327,67 bilhões no primeiro semestre. (págs. 1 e A4)

Reunião ministerial da Rodada Doha começa sem progressos (págs. 1 e A6)


Sistema S sem alteração

O governo fechou um acordo sobre o Sistema S e desistiu de enviar ao Congresso projeto de lei para alterar as regras de repartição e uso dos recursos. O ministro da Educação assinará protocolo com entidades da indústria e do comércio. (págs. 1 e A2)

Carne suína em alta

Os preços do suíno em Santa Catarina atingiram patamar recorde. Na região de Chapecó, no oeste do Estado, o quilo do suíno vivo bateu ontem R$2,79 o quilo, em média, para o produtor integrado à agroindústria. (págs. 1 e B12)

Empréstimos sindicalizados

Em meio à crise de liquidez dos bancos internacionais, as empresas brasileiras têm recorrido mais aos organismos multinacionais para conseguir empréstimos externos de longo prazo a custos compatíveis com seus investimentos. (págs. 1 e C1)

Dólar em queda

O dólar caiu ontem 0,69% para R$1,5780. Entraram recursos externos para o mercado à vista da Bovespa e para os pregões de derivativos cambiais da BM&F. (págs. 1 e C2)

Citi pode financiar energia

O projeto de expansão do parque nuclear brasileiro interessa ao Citi, que estaria disposto a financiar a construção de outras três plantas nucleares, disse o diretor de risco ambiental e social, Shawn Miller. (págs. 1 e C3)

ABC volta a crescer, mas CUT perde espaço

Regiane da Silva, 22 anos, trocou de emprego neste ano e trabalha na linha de montagem da Federal Mogul, em Diadema. Com a mudança, seu salário aumentou 25%. Ela ocupa uma das 22 mil vagas abertas nos últimos cinco anos no setor metalúrgico do ABC paulista, região que voltou a crescer e a atrair indústrias. O setor metalúrgico dessas cidades recuperou 37% dos postos perdidos nos anos 1990. Em média, há mil novas vagas por mês e a categoria já passa de 100 mil. A capacidade de o ABC voltar a atrair investimentos coincide com o enfraquecimento daquele que já foi o principal sindicato de metalúrgicos do país, do qual o presidente Lula foi líder. O grupo da CUT de São Bernardo, onde nasceu o PT, perdeu a base de Santo André para a Força Sindical, que comanda também a base de São Caetano do Sul.(págs. 1 e A14)

Idéias: Delfim Netto

É preciso dar ênfase a política que eleve a produção de alimentos ligados à agricultura familiar. (págs. 1 e A2)

Idéias: Raymundo Costa

Governo continua bancando criação da supertele. (págs. 1 e A8)

————————————————————————————

Gazeta Mercantil

Lucro da mandioca deve superar o da soja

Relegada à periferia da agricultura brasileira, a mandioca virou vedete de produtores de soja. No Paraná, alguns se renderam à raiz e esperam lucrar até mais do que com a oleaginosa. Há dois anos, a tonelada valia em torno de R$ 73, preço que neste mês está em R$ 162, mesmo em plena colheita. Assim, a expectativa é de que, aos preços de hoje, a renda líquida da mandioca seja em torno de 44% da receita bruta, percentual que, para a soja, está avaliado em algo próximo de 25% no Paraná. “Os preços da raiz estão mais firmes e a cultura, menos suscetível a mudanças climáticas”, diz Fábio Barros, que há 28 anos cultiva soja, milho e trigo numa área arrendada em Amaporã, noroeste do Paraná. A terra nessa região é mais arenosa, serve para pecuária, cana-de-açúcar car e para a pouco exigente mandioca. Há oito anos, a cultura também é a aposta do sojicultor Armando Ortenzi Neto. Por conta dos preços firmes, neste ano ele vai dobrar a área de mandioca para 400 hectares, a mesma que dedica ao cultivo de soja. A melhora do cenário para a raiz vem sendo motivada pelo aumento das cotações do milho. A correlação está no amido, produto usado nas indústrias de alimentação e papel e que pode ser feito das duas matérias-primas. Segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Amido de Mandioca (Abam), a produção de amido deve atingir 600 mil toneladas neste ano, ante 550 mil de 2007. (págs. 1 e C9)

Receita Federal arrecada R$327,6 bilhões no semestre

A arrecadação de impostos e contribuições do governo federal atingiu cifras inéditas em junho e no acumulado do primeiro semestre. O valor arrecadado no mês passado totalizou R$ 55,7 bilhões, 10,54% mais que em maio e 13,6% maior que em igual mês do ano passado. Com este resultado, a Receita Federal recolheu no primeiro semestre R$ 327,6 bilhões, montante 16,03% superior ao apurado no mesmo período no ano passado. Os dados apurados pela Receita Federal mostram que o aquecimento da atividade econômica, o aumento das alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e o recebimento de depósitos judiciais foram os principais fatores que contribuíram para que a arrecadação aumentasse no primeiro semestre. (págs. 1 e A5)

Analistas prevêem inflação acima da meta e IGP-M recua

Depois de duas semanas coladas em 6,5%, as projeções para a inflação deste ano, formuladas por analistas consultados semanalmente pelo Banco Central, romperam o teto da meta, ficando em 6,53%. A meta definida para 2008 é de 4,5%, com margem de variação de 2 pontos percentuais, para cima ou para baixo, o que coloca o teto da meta em 6,50%. Caso isso se confirme, o resultado será uma campanha de afrouxamento do juro em 2009 mais lenta do que o previamente esperado.No entanto, um outro indicador de in inflação, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), divulgado ontem pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), registrou alta de 1,79% na segunda prévia de julho. O resultado ficou um pouco abaixo do esperado pelo mercado e foi também menor que no mês anterior, quando a variação foi de 1,83% no mesmo período de coleta. Dentre os quatro índices que compõem o IGP-M, o Índice de Preços no Atacado (IPA) foi o único que apresentou avanço na segunda prévia de julho, em relação à mesma sondagem do mês anterior. O IPA passou de 2,05% em junho para 2,28% em julho. Por sua vez, o IPC recuou de 0,78% para 0,54%. (págs. 1 e A5)

Marina Silva elogia ações na Amazônia

A ex-ministra do Meio Ambiente e senadora Marina Silva (PT-AC) elogia a onda de ações tocadas por empresas que visam à sustentabilidade das comunidades da região amazônica. No entanto, diz, é fundamental que essa postura seja levada para todos os negócios. “Porque não se pode ter uma face ambientalmente correta e outra não tão correta.” Para a ex-ministra, mesmo que este movimento amplie e ajude na inclusão produtiva, não substituirá o papel do Estado. (págs. 1 e A4)

Leilão por preferências da BrT

A Oi pode adquirir hoje cerca de 34 milhões de ações preferenciais (sem direito a voto) da Brasil Telecom (BrT). Na Bolsa de Nova York, a negociação dos papéis ficará suspensa até conclusão da oferta. (págs. 1 e B3)

Vendas recordes na construção

Os fabricantes de materiais de construção tiveram um aumento de 28% nas vendas internas até junho. Com isso, completam 25 meses de crescimento contínuo, fato inédito em pelo menos vinte anos. (págs. 1 e C2)

Opinião: Augusto Nunes

Dantas diz que não tem medo do STF. Cacciola afirma que confia na Justiça. A bandidagem classe executiva tem motivos para acreditar que o Supremo é o mais compassivo dos tribunais. (págs. 1 e A7)

Opinião: Luiz Guilherme Piva

Nas cidades invisíveis, não há nenhuma economia, nenhuma política. A arquitetura é de desejos, ambições, frustrações, edifícios irreais, porque não há o tempo. (págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Estado de Minas

Turismo agora se faz em Euro

Desvalorização do dólar leva agências a cobrar por pacotes na moeda da União Européia. O resultado são viagens em média 20% mais caras. Tanto para o exterior quanto para destinos aqui mesmo no Brasil (págs. 1 e 12)

Minas tem 1ª liminar contra a Lei Seca. (págs 1 e 24)


Pasárgada: Contratos do Tribunal de Contas sob devassa do MP. (págs. 1 e 6)


Multidão canta e aplaude Dr. BH na despedida

Centenas de pessoas, entre amigos, parentes e admiradores, se despediram ontem do ex-prefeito Célio de Castro, ao som do jingle da campanha que o reelegeu em 2002, Dr. BH, e de música de Roberto Carlos. Velado na prefeitura, o corpo dele foi levado por um carro do Corpo de Bombeiros para o Cemitério Parque da Colina. Emocionado, o presidente Lula abraçou Rodrigo de Castro, filho do amigo morto, e juntos tocaram no caixão momentos antes do enterro (foto). (págs 1, 4 e 5)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Reajuste de 63,97% nas multas de trânsito

Governo considera que valores estão defasados e não inibem mais as infrações como antigamente. Por isso, vai enviar ao Congresso projeto de lei com reajuste das punições usando inflação de outubro de 2000 a dezembro de 2007 como base de cálculo. (pág. 1)

Fim da greve não acaba caos nos Correios (pág.1)


Telefone fixo fica 2,76% mais caro ainda esta semana (pág.1)


Justiça vai reforçar combate à violência (pág.1)


————————————————————————————

One Comment

  1. Posted terça-feira, 22, julho 2008 - at 10:01 am | Permalink

    bom dia por favor voces podem enformar sobre a greve dos policiais federais


Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: